Releases

Ministro da Integração Nacional, Presidente e Diretor de Negócios do BNB visitam canteiro de obras

Vivix per - 10 October 2012

A visita aconteceu nesta quinta-feira (27 de setembro), no município de Goiana (PE), onde os presentes puderam acompanhar o andamento da implantação da fábrica de vidros planos

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, o presidente do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Ary Joel de Abreu Lanzarin, e o diretor de negócios da instituição, Paulo Sérgio Rebouças Ferraro realizaram, nesta quinta-feira, uma visita às obras da Companhia Brasileira de Vidros Planos – CBVP, no município de Goiana (PE). Na visita, puderam conferir o andamento da implantação da primeira fábrica de vidros planos do Nordeste e única do Brasil com capital 100% nacional, tendo sido recebidos pelos acionistas Cornélio Brennand e Carlos Eugênio Brennand e pelo  presidente da empresa Paulo Drummond. “Estou aqui impressionado com a velocidade de implantação de um dos maiores empreendimentos industriais do Nordeste do Brasil e de Pernambuco dos últimos anos. Tudo que estamos aqui testemunhando demonstra o quanto este Grupo acredita no País, acredita no Estado, no sentido de antecipar cronogramas e garantir a construção desta fábrica que já está dando oportunidade de empregos a mais de 700 pessoas. Este empreendimento é um orgulho para Pernambuco e para o Brasil”, comentou o ministro Fernando Bezerra Coelho.
 
As obras de implantação seguem em ritmo acelerado. Atualmente, a CBVP já iniciou a fase de cobertura das estruturas metálicas das edificações e a fundação do forno, além disto, está realizando a montagem do armazém, que terá 49 mil metros quadrados. “A magnitude deste investimento contempla, exatamente, aquilo que o Brasil precisa. Diante da tecnologia que será desenvolvida e do tamanho do empreendimento, esta fábrica será boa para Pernambuco, boa para o Brasil, mas, principalmente, boa para o mundo e para o mercado internacional””, afirmou o presidente do BNB, Ary Joel de Abreu Lanzarin.
 
A construção da planta da CBVP, no município de Goiana (PE), que até o final de 2012 receberá 3 mil containers, já contabiliza a chegada de 400 deles a Pernambuco. Na carga, que será desembarcada até dezembro, estarão os equipamentos para montagem do forno de fusão, banho de estanho, estenderia, linhas de produção de espelhos e laminados. Os containers, procedentes de países como a França, Itália, Finlândia, Portugal, Inglaterra e Estados Unidos, estão chegando através dos portos de Suape e do Recife. “Pernambuco dispõe de uma excelente estrutura portuária, que nos permite agilizar a nossa obra. A revitalização do Porto do Recife tem sido importante, e é por onde estamos recebendo parte da carga”, finaliza Paulo Drummond, presidente da CBVP.
 
A CBVP
 
A Companhia Brasileira de Vidros Planos – CBVP, localizada no município de Goiana (PE), é uma empresa com capital 100% nacional e a primeira do setor no NE. A nova planta contará com uma área construída de 90 mil metros quadrados,e terá como principais clientes as indústrias da construção civil, moveleira e automotiva. Com o início da operação previsto para o segundo semestre de 2013, a empresa irá gerar cerca de 370 novos empregos diretos e mais de 1.500 empregos indiretos. A CBVP produzirá vidros planos incolores e coloridos, laminados e espelhos.
 
A concepção do projeto arquitetônico será inovadora. As edificações concebidas utilizam um design que valoriza a linearidade e transparência, atributos e características do vidro plano. O parceiro tecnológico do Grupo Cornélio Brennand neste negócio é o grupo francês Fives, que possui a liderança mundial em tecnologia para fabricação de vidros planos, e está presente em mais de trinta países. A CBVP utilizará uma tecnologia inédita no Brasil, a L.E.M.™ (Low Energy Melter™), que fará com que a empresa tenha um processo de produção muito eficiente do ponto de vista energético.
 
Como parte do planejamento estratégico, a CBVP iniciou sua operação comercial em agosto de 2011, através da comercialização de vidros planos importados, que garantirá a formação de uma carteira de clientes ativa, quando do início da operação. Isto foi possível graças a alianças com fornecedores internacionais, que permitirão, também, intercâmbio de tecnologia e o desenvolvimento de novas tendências para o vidro plano.Para dar suporte as ações comerciais, foram inaugurados dois centros de distribuição, um no Cabo de Santo Agostinho (PE) e outro no estado de São Paulo.